quinta-feira, 1 de março de 2012

João 9, 1-4 “ Só sei uma coisa: que eu era cego e agora vejo”.


PREPARAÇÃO PARA A QUARESMA

Há dias desalojados do Tempo “TER”
Despejados da liberdade de pensar, do estar e do ser.
Mas tudo pode mudar.
E são esses dias que por vezes nos encontram numa desgastante incógnita de nós mesmos, mas somos todos “SERES HUMANOS... E eu que acredito e quero continuar a creditar que sou um ser humano e que tenho direitos e também deveres.
Como água que corre desgastando calhaus e tornando-os cada vez mais rolados assim é a Vida, percurso que poderia ser mais que uma caminhada banalizada.

Eu acredito

A água viva que corre, e vai moldando estas nossas consciências que são verdadeiros calhaus, leva-nos a lamentar o resultado das águas desviadas, dos caminhos enganosos, dos tropeços e dos erros que se repetem sem cessar e sem ninguém abrir os olhos.
Caminhamos todos empurrados por ilusões esperam colher o quê?
É Primavera, vamos semear, outras sementes, plantar outras árvores, arrancar as que estão enraizadas e já sem seiva e nunca deram frutos e assim estaremos certos da colheita com Deus e com a nossa vontade.

Eu Quero

Como que passam e dão notas de que por mais que o homem se esforce se não “há Deus” no meio da tempestade a barca afunda-se.

Vem-me agora nesse preciso momento á mente uma frase das Bíblia que me fala... essas frases falam? Sim, eu acredito.
João 9, 1-41Só sei uma coisa: que eu era cego e agora vejo”.
Senhor que eu veja não por ver mas para entender.
Desabafei prontos desculpem tinha que ser, esta cabecinha não para...

Uilia Ferrão

2 comentários:

Regina F. Murbach disse...

Utília, bom dia. Passei para lhe fazer uma visita e pude ler uma linda postagem. Fiquei encantada com tanta grandeza em suas sábias palavras. Um forte abraço e Deus te abençoe nesta quaresma, e sempre é claro .Regina

Ailime disse...

Olá amiga Utília,
Uma bela reflexão quaresmal.
Peço também ao Senhor que me ajude a enxergar e a descernir neste tempo propício ao silêncio em nós.
Santa Quaresma.
Bjs e continuação bom domingo.
Ailime