Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro 1, 2012
SIM QUERO.
Na soma da totalidade dos nadas, super fulos, assombrados pela ilusão do que satisfaz temporariamente, quero o Eterno Imutável, a Segurança da Paz Interior que segura sempre os pilares das construções duradoiras.
Vagueio por momentos nos recantos da existência, algures esquecida Rica de tudo, e cheia de sabores do tempo, cheiros sazonais. Primaveras floridas, Verões escaldantes, Invernos á lareira e os Outonos da colheita.
Rios de “Água Viva” aonde foram dar os riachos das minhas lágrimas.
Por momentos numa saída inesperada  Pego no verde esperança que Te rodeia Cortá-lo aos bocados seria um crime.
Fica com ele apalpa-o mais uma vez
Hoje por este caminho mais intimo tropeço em Ti   Sinto-Te, dentro de mim numa corrente sem voz. Palmilho o fugaz mundo que me rodeia, olhos fechados.
Reconheço palmo a palmo a viela que me apontas
Também tem feridas, estas do mundo mudo e surdo Remoinhos de tempestades, em certas vidas passadas. As coisas que eu gostaria de Te dizer?
Não as digo...Porquê? …