quinta-feira, 28 de abril de 2011



Não é Tudo

Pensamentos que cogitam dentro de mim
Certezas dos nadas nesse Todo que agarro como fios.
E num ligar de ideias, a certeza duma existência
Na sábia lei dum fim, isso é verdade sim...

A certeza duma existência?...

Opiniões, caminham em Singelos passos
Aflorando este árido solo em que há tanto para dizer
E passo a passo colocam as sementes da existência
Neste campo da minha mente.

Opiniões...Nunca Certezas

As dores estampadas na tela da vida
Esboçam essa amálgama de cores fertilizantes
Desenha-se a conformidade na miragem do eternamente...
Suposições que não são nada, mas são o que se sente

Desconhecido...É certo e sempre

Porque é assim que o pensamento voa.
“Já não há palavras e já nada diz nada.”
E porque o tudo desliza na oposição do nada
É dentro dessa grandeza que eu nego “o não é tudo...”

Utilia Ferrão