Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro 4, 2011

OXALÁ COMPREENDAM

Imagem
Deus? É Justo
Estou sentada na margem daquele rio, que por sinal me leva mais longe que a sua foz, leva no caudal a minha conversa e talvez mais... calma e desinteressada sigo a corrente ao sabor das brisas.
Entre mim, eu e Ele. Podeis ouvir, pois claro. Não há segredos, há vivências e esta, eu vou partilhá-la.
As águas são límpidas, transparentes vêem como eu? Olho ao largo e parece-me encontrar o ondular do meu pensar inédito, enquadrado num sentimento de paz e serenidade. A Luz paira sobre aqueles fios de prata, engrossando os meus olhos.
É a verdade.
Amigos, só vos darei este segundo mas ele enriqueceu-me tanto, que neste momento mesmo é todo o ouro, toda a prata e toda a alegria que posso e sei transmitir-vos. Aceitam?
Nada nem ninguém pode retirar-te a paz. Dizia Ele
Tenho que sair de mim...Vou nadar. Saberei? Não sei se...Não fazer nada é afogar-se.
Duas lágrimas teimosas insistem em querer juntar-se a esta torrente...
E pouco a pouco, encontro-me, encontro-te, entre o rio e as duas …

HÁ SEMPRE UM BOCADO DE PEDRA MAIS PONTIAGUDO QUE OUTRO

Imagem
Ao vaguear pela estrada da vida tropecei comigo, e distingui os velhos sapatos, que rotinhos por causa de tanto caminhar, feriam os meus pés, eram palmilhas novas que faltavam.... Retirei-os, sabem? Já não conseguia continuar a usá-los, e por mais deselegante que pareça, o melhor será fazer-me a sola dos pés. Sabem meus amigos? Por vezes, é preferível caminhar descalço que com um sapatos rotos ou apertados, claro, que se... se caminha de pés nus, os olhos terão que estar bem abertos e os ouvidos bem alerta, postura direita. Há sempre um bocado de pedra mais pontiagudo que outro, ou ás vezes um prego que teima em estar lá aonde não devia, sem contar com aquelas tais cascas de banana...deixadas descuidadamente por aí, e claro, tudo pode acontecer: ferir-se como é óbvio, e até escorregar, pois claro. Mas mesmo descalça nunca se deixa de apreciar o toque da terra mãe, nos pés de quem a tropeou, é agradável sabem? È uma sensação de já vivido, como que um acordo entre um ser tão “terra á terra…