terça-feira, 15 de junho de 2010



Passou uma borboleta...
Passou um papagáio...
Passou um melro...
Passou a noite...

Passou um foracão...
Passou uma tempestade...
Passou um poeta...
Fez-se uma canção...
PÀGINAS DE UM LIVRO

Justiça, Senhor! Escuta, sê atento á minha queixa: presta ouvidos á minha oração, que não vem de lábios enganadores… Salmo 17:16

Há páginas assim … Fecho esta página esborratada e abro aqui.

“Mas eis o fruto do Espírito: amor, alegria paz, paciência, bondade, benevolência, fé, doçura, domínio de si; contra tais coisas não há lei. Os que pertencem ao Cristo crucificaram a carne com suas paixões e desejos. Se vivemos pelo Espírito andamos também pelo impulso do Espírito. Gálatas 5:22-25


Mais uma delas fechada, logo outra aberta
A vida bem claro é…simplesmente um livro… mas as frases, são pontos de chegada e de partida, como na estação de Comboio, olha-se para a frente para trás e passa-se.
E depois? Será que há páginas escritas com tinta de todas as cores? Ai os borrões! …

Por favor mata borrão… Já nem se usa: e agora?
As páginas coladas…Algumas retiradas e escritas noutro lado com outra tinta

Ficar surda? Não isso não.
Olhar sempre a mesma página? Nem pensar…
As páginas desfolham-se sabem? Algumas insistem em ficar coladas
E aprende-se muito… tanto nas páginas da Vida como nas páginas dum bom livro.
Tantas vezes penso e questiono-me:
_Será que passei algumas páginas á frente sem as ler?” E as páginas em branco que deixei de escrever?”

Quem veio escrever no meu caderno? Borracha por favor… não era isto que queria redigir …Sim era mesmo isto…”confusa”… que fica? Que gravei? Que senti?
Bem… mas isto é um caderno? Uma sebenta de rascunho um livrinho, ou a Vida com folhas de vidas? …Rebentos na árvore de Vida, é isso… não sei descrever a confusão nem sequer sei se na verdade isto é… Quem escreveu no meu coração? Eles todos mesmo todos, estes amigos que pegaram na minha mão…AMIGOS … Estou , grata.

Quantos livros eu li…Quantas marcas deixei….E o LIVRO dos livros? Esse: gravou em mim cunhos… versículos e capítulos cizelados profundamente na minha alma… não há borracha que os apague….”E é dele que o corpo inteiro coordenado e bem unido graças a todas as articulações que o assistem com uma actividade distribuída segundo a medida de cada um, realiza o próprio crescimento para construir-se a si mesmo no amor.
4 Efésios:1 6
Utilia