terça-feira, 5 de julho de 2011

RECONSTRUIR A FÉ


A FÉ  NÃO PODE SER ESTÉRIL

“Meus irmãos de que serve alguém dizer que tem Fé, se não tem obras? Pode a fé salvar neste caso? Se um irmão ou irmã não tem com que se vestir e o que comer todos os dias e um de vós lhes disser: “Ide em paz, aquecei-vos, bom apetite! “ Sem porém, lhe dar o necessário para subsistir, de que adiantaria? Do mesmo modo se a Fé que não tivesse obras estaria morta no seu isolamento. Mas diria alguém: Tu tens Fé; eu também tenho obras. Prova-me a tua Fé sem obras, que eu tirarei das minhas obras a prova da minha Fé.” Tiago 2: 14-19

Desatei meus laços vivos e as minhas mãos começaram a navegar pelas teclas da vida e por aqui e por acolá levantei as cortinas das aparências e qual não foi o grande espanto aquela menina do olho... olhou para dentro de mim e de ti como se fosse pela primeira vez e fez apenas uma pergunta. Aonde se encontra a minha Fé a  tua Fé?

Saciar o espírito e o corpo é uma tarefa de todos os dias.
Fiquei a saber que: Um espírito desnutrido é como uma terra lavrada sem semente apenas fica o que nasce espontaneamente e nem sempre é coisa útil.

Tal como um corpo desnutrido se vai enfraquecendo também o espírito vai morrendo sem alimento .
Nada germina, nada cresce, nada produz... sem comer acontece exactamente a mesma coisa.
O meu primeiro objectivo de vida, é sem dúvida alimentar-me com a Força Daquele que nunca vacila nem enfraquece.

Agarro-me com Fé ao que me traz paz, saúde mental e alegria e paralelamente, claro que tenho que dar de comer ao meu corpo mas...Nem só de pão vive o homem.
Na composição da minha nutrição não posso esquecer o principal nutriente, isto na  minha pequena e talvez pouco lúcida maneira de cogitar, a Fé é esse  essencial, esta é  um caminho difícil, árduo e controverso, muito exigente... sim, porque a minha fé tal como a sinto não depende só do dizer: “tenho fé” isso todos sabemos dizer...E eu também sei.

Mas produzir actos de Fé, e praticá-los nas exigências das obras que realizo (amos) é tarefa muito exigente, mas para mim   é isso mesmo “o ter fé” aquela de que Tiago nos fala, a verdadeira fé, aquela que produz...eficaz. o nosso povo diz que a Fé move montanhas... Vamos a isso ?
Obras mesmo simples mas eficazes respondendo ás necessidades dos que batem á nossa porta. Terei eu mesma esta fé?

Tenho-a mas ela não é cega nem imatura, é “a Fé” tento tanto quanto possível utilizá-la com  Deus em mim produzindo para mim e para os  outros á luz do Espírito Santo na minha igreja Católica.
A Fé nunca pode nem deve ser estéril.
Cílio escreveu que “A paz é a melhor prenda que ao homem deu a natureza.”
Eu diria que neste momento para haver paz terá que haver Fé
Utilia Ferrão