terça-feira, 30 de novembro de 2010


TERCEIRO DIA NA CAMINHADA PARA O ADVENTO
ÚLTIMO DIA DA CAMINHADA DO MÊS DE NOVEMBRO (mês das Almas)

Encontramo-nos entre dois caminhos, sempre entre a Vida e a Morte
O caminho da libertação das almas e o caminho no Advento para o Natal.

O Messias... O Emanuel... Nova Aliança

Morte...Transição entre Ressurreição e Vida.
E então fazendo esta ligação entre Todos, os vivos e os mortos na comunhão dos Santos.
ligação entre Duas Caminhadas, esta iniciada no dia 1 de Novembro uma caminhada de partilha oração e o terço pelas almas do Purgatório e agora interligada á no Advento

Somos uma igreja a caminhar.
Uma igreja viva, que partilha a vida de Cristo.
Que partilha uma Fé e uma Esperança.
Que partilha acções e lutas.
Que partilha pareceres.
Que partilha amor
Que dá e recebe
Não somos uma igreja morta vivemos em Cristo e com Ele




Rezo um Pai Nosso...Seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu

E por certo, a vontade do Pai é que todos se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade (1Tm2,3-4).
“Eis o que é bom e agradável aos olhos de Deus, nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade”.

Fomos caminhando ao sol, á chuva e até com rajadas de vento, só Deus sabe o que passámos.
Rompemos as sandálias, mas não passámos fome nem sede alimentámo-nos de palavras sábias e cheias de Esperança em cada estação de serviço encontramos sempre o bom Samaritano dando-nos a mão.
Esperamos: que pela graça de Deus muitas Almas tenham sido salvas com a nossa oração.

Obrigado Meu Deus

Recolhemos estratos de textos nos blogs participantes que deixo aqui como riqueza de uma grande partilha em que fomos todas professores e alunos.

Todos contribuíram neste último dia, e unidos aqui estamos e agora em maior numero para seguirmos no Advento

ESTRATOS DA CAMINHADA PELAS ALMAS DO PURGAT
ÒRIO

Um homem morreu de repente. Ao dar-se conta, viu que se aproximava um ser muito especial que não se parecia com nenhum ser humano.
Levava uma maleta consigo e lhe disse:
- Bem amigo, é hora de irmos. Sou a morte.
O homem, assombrado, perguntou à morte:
- Já? Tinha muitos planos para breve.
- Sinto muito, amigo. Mas é o momento da tua partida.
- Que trazes nessa maleta?
E a morte lhe respondeu:
- Os teus pertences.


O primeiro evento escatológico será a morte. A crença na vida após a morte do corpo, de acordo com a teologia cristã, inclui a crença num estágio intermediário entre a morte e a ressurreição.
A alma, imaterial, experimenta um juízo particular depois da morte enquanto separada do corpo. Porque, assim como em Adão todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo». (1 Cor. 15, 22)


S. Nicolau de Tolentino, Confessor (1245-1305).
Nicolau foi um simples padre e monge Agostinho que tocou a vida de muitos. O seu espírito de oração, penitência e devoção às Santas Almas era notável. Frequentemente fazia jejuns e penitências extraordinárias e passava longas horas em oração.Teve visões, inclusive imagens do Purgatório, que os amigos atribuíam aos seus prolongados jejuns. Tinha uma grande devoção aos mortos recentemente falecidos, e rezava intensamente pelas almas do Purgatório, enquanto viajava pela sua paróquia até altas horas da madrugada,
...

Irmãos:
Nós sabemos que, se esta tenda, que é na nossa morada terrestre for desfeita recebemos nos Céus uma habitação eterna, que é obra de Deus e não é feita pela mão dos homens.


Durante o percurso duas palavras me acompanharam, incessantemente, fazendo ecos em meus pensamentos;
Misericórdia e Amor... O Quanto devo reconhecer-me como pecadora, no quanto devo olhar para o meu próximo com o mesmo olhar que, Jesus Cristo, olha para mim e no quanto devo aprender a amar, assim como Ele me ama...


Na noite de todos os santos uma alma disse-lhe: hoje, dia de Todos os Santos, morrerão no Vorarlberg duas pessoas que estão em grande perigo de condenação. Não podem ser salvas se não se rezar insistentemente por elas.
Maria Simma rezou, e foi também ajudada por outras pessoas.
Na noite seguinte uma alma disse-lhe que as duas tinham escapado ao inferno e tinham chegado ao Purgatório. Um dos dois doentes tinha mesmo recebido no fim os sacramentos, o outro tinha recusado os últimos sacramentos. Segundo dizem, as almas do Purgatório, muitos vão para o inferno porque se reza muito pouco por eles... Poderíamos salvar muitas almas de ir para o inferno se todas as manhãs e todas as noites, rezássemos esta oração indulgenciada e TRÊS AVÉ MARIAS, pelos que vão morrer nesse dia:

O Purgatório é o local onde lavamos a nossa alma, onde a purificamos pelo fogo do amor de Deus, que nos faz ver a nossa fealdade e desejar a brancura e pureza das nossas vestes, as vestes com que entraremos na Sua divina presença

Um degrau abaixo nesta caminhada, falei um pouco sobre o tempo que Deus nos concede aqui até chegarmos ao “outro lado do caminho” – citação já feita (S. Agostinho) numa das partilhas ou em comentários que agora não recordo de quem mas que vou colhendo … e nós crescemos a ouvir falar com saudade de quem já partiu, e assim, a ganhar a noção de quão breve é a vida e de como tudo passa.
Falou-se ainda de como sempre e para alguns mais, é triste e doloroso abordar o assunto, mas também que a Palavra é Esperança, e a fé, cheia da alegria que nos faz ter os olhos fixos no Senhor e o coração unido ao Seu:

“E, depois que eu for e preparar um lugar para vocês, voltarei e os levarei comigo para que onde eu estiver vocês estejam também.” João 14.3
De entre tantos santos devotos das almas do purgatório, lembro São Francisco de Sales que diz que quem a exerce para com os defuntos, pratica todas as obras de misericórdia
.

Com a participação de todos os caminhantes, do Espírito Santo e de todas as almas do Purgatório e de todos aqueles que tanto nos ajudaram e encorajaram com comentários.
Na companhia de Nossa Senhora mãe de Jesus e Seu Filho
E das almas que nos foram acompanhando e quem sabe agradecendo.

E talvez elas digam agora:
Estamos Gratas
Talvez digam: nunca se esqueçam de nós
Ou
Estamos em Paz
Estamos em face de Deus
Estamos na Luz

Obrigada

Com uma sandália preta e outra castanha vejam só a figurinha que faço.
Só agora reparei nisto, peço desculpa voltarei com sandalinhas brancas
Obrigada


Não levem a mal mas tive que ir buscar um pouquinho a cada uma tive que arranjar pano para mangas
Mil desculpas.
Utilia



domingo, 28 de novembro de 2010


PRIMEIRO DIA DE CAMINHADA NO ADVENTO
Em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo
Estamos aqui, iniciando esta caminhada, para honra e glória de Deus.

Peçamos ao Espírito Santo que derrame sobre nós as graças que forem necessárias a todos os caminhantes, que Maria nos acompanhe rememorando connosco os passos da sua própria caminhada com o seu filho Jesus, Ele o Messias.

Dois minutos de silêncio...

Estamos decididos meu Deus. Aceitamos este compromisso
Vamos seguir teus passos, Tu que tantos anos antes de nascer foste esperado...Tu o Messias.

O Nosso Deus é um Deus de amor.
“Por amor, Deus revelou-se e deu-se ao homem. Dá assim uma resposta definitiva e superabundante às questões que o homem se põe a si próprio sobre o sentido e o fim da vida.

Deus revelou-se ao homem, comunicando-lhe gradualmente o Seu próprio mistério por acções e por palavras.

“Além do testemunho que dá de Si, mesmo através das coisas criadas, Deus manifestou-se a Si próprio através dos nossos pais. Falou-lhes, e depois da queda, prometeu-lhes a salvação, e ofereceu-lhes a sua aliança.

Deus concluiu com Noé uma aliança eterna entre Si e todos os seres vivos. Essa aliança durará enquanto durar o mundo.

Deus escolheu Abraão e concluiu uma aliança com ele e os seus descendentes. Fez deles o seu povo, ao qual revelou a sua Lei por meio de Moisés. E preparou-os pelos profetas a acolher a salvação destinada a toda a humanidade.”

E o profeta Isaías. 61.
Anos antes do nascimento do Salvador.
Fala-nos do Messias:
“O Espírito do Senhor Deus está sobre mim.
O Senhor Deus fez de mim um Messias, ele me enviou a levar alegre mensagem aos humilhados, medicar os que têm o coração confrangido, proclamar aos cativos a liberdade aos prisioneiros, a abertura do cárcere, proclamar o ano do favor do Senhor, o dia da vindicta do nosso Deus, confortar todos os enlutados, entregar como adorno aos enlutados de Sião diadema em vez de cinza.
Ungido de entusiasmo em vez de luto, vestimenta para louvar em vez de um espírito abatido.
Serão chamados Terebintos da justiça, plantação do Senhor, destinados a manifestar o seu Esplendor.
Reconstruirão as ruínas do passado, reerguerão as casas desoladas dos ancestrais, inovarão as cidades devastadas, as desolações que se arrastam de geração em geração...

....Pois eu o Senhor, amo o direito e odeio o roubo vestido de perfídia, fielmente darei a vossa recompensa, firmarei a vosso favor uma aliança perene....

Isaías 61:1-11”

E na verdade Deus revelou-se á humanidade enviando o seu próprio filho, fazendo assim a Nova Aliança com o Povo de Deus, este povo que somos nós, tu, eu e todos aqueles que o aceitam e fazem caminho com Ele.

Ele veio para nós e por nós, e é através desta caminhada no Advento que vamos aprofundar as veredas da Vida de Jesus, “o Messias”, vamos vivê–Lo pois só vivendo Jesus poderemos compreender a grandeza do mistério da Sua vida..

Há muito para dizer mas eu fico-me por aqui nesta expectativa de
“Nova Aliança”
.

Amanhã estaremos com a Teresa em http://teresa-desabafos.blogspot.com.
pesquisa A Bíblia e o Catecismo da Igreja Católica
foto
retirada da internet
Utilia