quinta-feira, 10 de maio de 2012

CAMINHADA DA FAMÍLIA 2012 “ PARA UMA FAMÍLIA + FELIZ +AMOR” DIOCESE DE AVEIRO


PARA REFLECTIR – PALAVRA DE DEUS:
“Permanecei no meu amor.” ( Jo 15, 9)

SENHOR
Nós vos louvamos pela nossa família e agradecemos a vossa presença no nosso lar. Iluminai-nos para que sejamos capazes de assumir o nosso compromisso de fé na igreja e de participar da vida da nossa comunidade.
Ensinai-nos a viver a Vossa Palavra e o Vosso mandamento de Amor, a exemplo da família de Nazaré.
Ámen

Deixo aqui as palavras Do Nosso Bispo António Francisco, Bispo de Aveiro
<<  Caros diocesanos:
Vamos participar na Festa Diocesana das famílias! Para ela convido as famílias de todas as paróquias da diocese: pai, filhos e avós . É importante vivermos como Igreja de Aveiro, no dia 20 de Maio, em Calvão, a alegria e testemunho de famílias cristãs, alegres e felizes.
Conto convosco, Façamos esta bela experiência conjunta de uma igreja unida e rendia na fé e na alegria António Francisco, Bispo de Aveiro.>>


Família.
Até alguns tempos atrás a nossa sociedade repousava na maioria sobre a família.
Mas a crise que a nossa civilização atravessa afundou e continua a afundar o núcleo familiar.
E esta pobreza crónica que se instalou inquieta muitas pessoas, o endividamento destas famílias é o espelho de todos os problemas sociais, já não é uma ameaça mas uma realidade.
Isto começou com a revolução industrial desde que as pessoas desertificaram as nossas aldeias e vilas para irem viver para os centros urbanos á procura de melhores condições de vida, desde então a família alargada, passou a ser mais pequena: pai mãe e um filho ou dois.
Aqui começou um outro tipo de família a família que se fechou atrás dum muro. Procurou viver mais para si e muitas vezes também se fechou para os parentes mais próximos e assim se foi restringindo a vida comunitária.
Este tipo de família deixou de acreditar em valores humanísticos, espirituais, religiosos e também a qualidade de vida mudou, passou a acreditar em progresso, tecnologia e materialismo.
 Hoje nesta caminhada que nos propõe a nossa Diocese vamos tentar reposicionar-nos como núcleo familiar membro de uma família e contributário dessa mesma família.
Membros duma Comunidade paroquial e membros de uma Igreja, a nossa Igreja Católica e o desafio maior...SER CRISTÂO com todos aqueles que amam a Cristo.
Utilia Ferrão