sábado, 14 de maio de 2011

VAMOS VIVER A VIDA: VAMOS DAR SENTIDO AO TEMPO


VAMOS VIVER A VIDA: VAMOS DAR SENTIDO AO TEMPO

E como nos diz São Paulo na carta aos Efésios 4:22-24

“Deveis, no que toca à conduta de outrora, despir--vos do homem velho, corrompido por desejos enganadores e; que vos deveis renovar pela transformação do espírito que anima a vossa mente; e que deveis revestir-vos do homem novo, que foi criado em conformidade com Deus, na justiça e na santidade, próprias da verdade”

Só Quando se está suficientemente presente a si mesmo para ouvir e seguir a voz da consciência podemos fazer escolhas, e esta exigência “presença” na interioridade, é muito necessária nos dias em que vivemos, pois a consciência permite assumir a responsabilidade dos actos praticados e que vamos praticar... A narração que se segue  vem ao encontro da minha reflexão desta manhã:

“O dono de um pequeno comércio, amigo do grande poeta Olavo Bilac, abordou-o na rua:
- Sr. Bilac, estou precisando vender o meu sítio, que o senhor tão bem conhece. Será que o senhor poderia redigir o anúncio para o jornal?
Olavo Bilac apanhou o papel e escreveu:
Vende-se encantadora propriedade, onde cantam os pássaros ao amanhecer no extenso arvoredo, cortada por cristalinas e marejantes águas de um ribeirão. A casa banhada pelo sol nascente oferece a sombra tranquila das tardes, na varanda
Meses depois, topa o poeta com o homem e pergunta-lhe se havia vendido o sítio.
- Nem penso mais nisso - disse-lhe o homem. - Quando li o anúncio é que percebi a maravilha que tinha!
Às vezes, não descobrimos as coisas boas que temos connosco e vamos longe atrás de miragens e falsos tesouros.
Valorize o que você tem, a pessoa que está ao seu lado, os amigos que estão perto de você, o emprego que Deus lhe deu, o conhecimento que você adquiriu, a sua saúde, o sorriso, enfim tudo aquilo que nosso Deus nos proporciona diariamente para o nosso crescimento espiritual.
'A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos “ (autor desconhecido).

É verdade que cada instante que vive deve vivê-lo bem e em paz, pois será esse, aquele instante que nunca mais podereá viver.
Cada benefício que a vida lhe der aproveite-o, nunca deixe perder uma só gota da seiva que a árvore da vida lhe dê
Utilia Ferrão

domingo, 8 de maio de 2011

Considero de crucial importância estas palavras...


Considero de crucial importância estas palavras...

"não renegueis nada do Evangelho em que acreditais, mas estai no meio dos outros homens com simpatia, comunicando no vosso estilo de vida, aquele humanismo que afunda as suas raízes no Cristianismo, tendentes a construir juntamente com todos os homens de boa vontade uma cidade mais humana, mais justa e solidária.”

Estas simples frases do Papa... mas tão verdadeiras levam-me a pensar em seres humanos, naquilo que basicamente identifica o ser humano.

Necessidades, é isso... salta-me esta palavra á mente como um remo duma barca que navega no mar das minhas ideias, (as básicas para uma existência física, as lúcidas para uma existência social, existência espiritual, sim porque o homem que deixou de existir socialmente e espiritualmente não vive na totalidade, não é verdade?

E surgem-me muitas questões e entre elas a da solidariedade e da justiça.

Será que todo o ser humano come de acordo com a fome que sente? Será que todo o ser humano é cuidado segundo as suas necessidades? Mas o ser humano tem muitas necessidades... será ele capaz de descobrir por si próprio o que é bom para o seu corpo e para o seu espírito? E em destaque necessidades espirituais.

E o Nosso Papa convida-nos a todos os Cristãos, e não só aos Católicos, aí está o sentido ecuménico... a termos presente “aquele humanismo que afunda as suas raízes no Cristianismo, tendentes a construir juntamente com todos os homens de boa vontade, uma cidade mais humana, mais justa e mais solidária.”

E aqui o que mais me toca são as guerras entre os Cristãos, cada religião ou confissão religiosa tenta por todos os meios afogar o outro com as suas teorias tentando sempre passar a imagem de que é o verdadeiro e o melhor, convicto de que o outro está errado.

Se estamos todos em Cristo, por Cristo e com Cristo porque vamos querer ser os melhores? Será que Jesus gosta da Competição? Sim... talvez no sentido de competirmos com gestos de caridade e amor para com todos... para que assim possamos contribuir para o Todo que é Jesus.

É vontade do Pai <>I (Tm 2, 3-4) << Ele usa de Paciência não querendo que ninguém se perca>> (2 Pedro3,9).
A imagem foi cedida pela internet
Utilia Ferrão