quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Adormecer e Acordar Palavras.

Em silêncio a minha alma procura
Na mente da liberdade, palavras adormecidas.
Acorda gestos, actos e omissões em palavras.

Luzes cintilantes num espírito indefinido.
Brota no crepúsculo da manhã o acordar.
Sol nascente, Sol poente entre o dia e a noite.

Luz

Magia do nascer e do acordar
Sonha algures entre, rastos de Chama
Palavras esquecidas no dormir de um anjo sereno.
Rosto branco oferecido á Eternidade.

Paz Intrínseca do adormecer e do acordar.
Tuas mãos frias vêm beijar.
Que o calor dos meus lábios as faça acordar.
Saudade fica Adormecida, Esperança sempre Acordada.


Sonhar não chega, acordar não chega...
Vou dar movimento ás palavras
Vou fazê-las viver naquele Sopro Divinal

ACORDARAM, ACORDARÂO

Elas caminham
Elas voam
Elas agem
 Elas consolam
Elas curam 
Elas libertam.
Elas Amam

Não. Estas, não as vão deixar adormecer
Acordem elas dentro de mim e de vós os sonhos
que alimentaram tantas vidas
E deixaram tanta obra para a Humanidade.
 Um mundo para além da consciência colectiva.

Agradeço á Felipa o convite  para participar  no “Adormecer e Acordar Palavras “
Proposta feita pela Graça no blog  http://botoesmadreperola.blogspot.com













imagem da minha autoria
Utilia Ferrão

5 comentários:

Felipa disse...

Um lindíssimo poema, parabéns!
Gostei muito deste projeto da Graça, acho que acaba por revelar dentro de cada um talentos adormecidos, formas diversas de acordar e adormecer palavras.

Vá até ao blog da Graça e diga-lhe que participou, deixe o link para ela postar o seu poema no blog dela.
Bj

Dulce disse...

As palavras têm uma força capaz de vencer ou derrotar. Por isso e por vezes há que adormecer algumas e acordar outras.
Bonito este acordar:))
Beijinho Utilia

Pena disse...

Amiga de Excelência e Ouro Puro:
Interrogações existenciais de quem está neste mundo sem fim com palavras de optimismo desejado.
Amor. Amizade. Complementam-se no deslumbre do pensamento e do ser.
Excelente instante a que dá vida de forma encantadora e doce, como VOCÊ!
Bem-Haja, pela sua ternura no meu blog.
Adorei.
No maior respeito pelo seu génio fabuloso.
Sempre a admirá-la imenso.

pena

Linda. Pura.
É extraordinária e perfeita.
Honra-me a sua terna amizade de sonho.
É mágica. pura e simplesmente no que cria com beleza, a sua beleza.
OBRIGADO, amiga!

Alfa & Ômega disse...

Nossa! Não tinha visto essa maravilha! Como assim??? Ficou lindo demais! Parabéns, minha querida! Deus seja louvado por esse dom! Beijão!

aguarela disse...

Adormecer ou despertar palavras é algo que exige muita maestria e autodomínio,sinal de sabedoria.Não é fácil este exercício!
Muito bom este poema,Utília!
Já o ando a ler há dias.É que as palavras,a poesia tem que se lhe tomar o sabor.,,

bjinhossss