domingo, 13 de novembro de 2011

DE MÃOS DADAS NA CAMINHADA NOVEMBRO 2011 EDIÇÃO II





APENAS  UNS PASSINHOS PARA TRÀS SIM?

Amigos (as) de caminhada, talvez não seja pelo que vos vou trazer como informação acrescida, que contribuirei para o vosso e o meu saber se tornar algo a mais que aquilo que é, que na verdade é nada comparado com o que foi dito e com o que há por aí escrito pela Internet, e considerando também a informação dada por todos esses livros que falam de factos e ocorrências em que almas do Purgatório solicitam preces, orações, e outros favores aos vivos, porém, uma coisa é certa, a pesquisa que fiz, e o que li em todos os textos que colocaram nos vossos blogs participantes, deu para eu compreender o quanto é importante a minha alma, as nossas almas, e as almas daqueles que já partiram.
E é nessa ordem de ideias que  a minha prece se ergue para o Senhor Deus do Universo, o Deus dos vivos e dos mortos


“Eu  vos digo: embora não se levante para lhos dar por ser seu amigo, ao menos levantar-se-á, devido á PERSISTÊNCIA dele,e dar-lhes-á tudo quanto precisar”Luc:11:8

Senhor a Tua Palavra é lança que abre os caminhos da vida para a Eternidade e seguindo os conselhos dos que nos precederam e que nos deixaram caminhos abertos, vamos seguir os passos de Jesus, calcados já por tanta gente.
E São Paulo fala-nos numa maneira muito comunitária e na partilha dos que têm Fé

“A multidão dos que haviam abraçado a fé tinha um só coração e uma só alma. Ninguém chamava seu o que lhe pertencia, tudo era emcomum. E era com grande poder que os Apóstolos davam testemunho da Ressurreição do Senhor Jesus, gozando todos de grande simpatia. Entre eles não havia ninguém necessitado, pois os que possuíam terras e casa vendiam-nas, traziam o produto da venda e depositavam-no aos pés dos Apóstolos. Distribuía-se a cada um segundo a necessidade que tivesse
Act : 32_35)”


Peço-vos imensa desculpa, mas...
Não posso avançar na caminhada para as almas do Purgatório, sem primeiro pensar na alma dos vivos.

Tenho tantas oportunidades de fazer o bem a tantas almas por aí...
Tenho tantas oportunidades de dar a mão aos doentes, aos desamparados e aos famintos
Tenho tantas oportunidades de sorrir a quem está triste.

Tenho tanta oportunidade de prestar serviço

Tenho tantas oportunidades de dar uma palavrinha de consolação a quem precisa
Tenho tantas oportunidades de valorizar a pessoa humana
Tenho tantas oportunidades de ser feliz, fazendo os outros felizes.

Tenho tanta oportunidade de cuidar dos meus familiares.
Tenho tanta oportunidade de amar o meu próximo.
Tanta oportunidade de fazer o bem.

Tenho tanta oportunidade de ser humilde

O que lamento, é que por vezes essas oportunidades escapam-me, escapam-nos e vão-se... e quando damos conta, elas já morreram juntas com aqueles que nos deixaram, e quem sabe, na mágoa e na dor da solidão e do desgosto e até na incerteza dum amor retribuído.

Podemos fazer belos funerais, lindas flores e das mais caras, e sei lá o quê, um belo caixão e dos mais custosos, tudo do melhor, mas se falharam as oportunidades da caridade, do bem e de darmos amor e carinho, tudo isso será vaidade e quanto a mim só servirá mesmo para o ego, para a alma e para o corpo do morto talvez seja demasiado tarde.
È curioso que nos funerais, com muita frequência encontram-se pessoas que já não se viam há anos... 20, 10 ou sei lá... muitas vezes dou comigo a pensar como seria bom que essas pessoas se visitassem enquanto vivos, e partilhassem uns momentos de alegria apagando assim a solidão.

Claro que eu penso naqueles que partiram e oro muito por todos, mas tenho um especial carinho pela alma dos vivos e que num derradeiro instante mendigam um pouco de amor e carinho.

Não pensem que estou a fazer juízo de valores, não, estou simplesmente a sensibilizar para coisas pequeninas que fazem muita gente feliz.

Este percurso é de passagem, e eu antes posso fazer tanto bem e depois? No Purgatório?
Li sobre isso um livro que me deixou a reflectir e é talvez esse mesmo que me fez escrever o que atrás escrevi.
O livro tem como titulo
“DA ILUSÂO À VERDADE”.
Alguns de vós já conhecem

Não me vou alargar, vou apenas orar.

Senhor meu Deus entrego-te as nossas almas e as almas de todos os nossos familiares, amigos conhecidos e desconhecidos e inimigos, crentes e não crentes que possamos neste mundo utilizar todas as oportunidades que nos dás para salvar a nossa alma e abrirmos caminho para que as almas que se encontram em dificuldade quer deste mundo quer no outro encontrem a Tua Luz Eterna e que as nossas orações sejam aceites aos Teus olhos
Pai Nosso....E Ave-maria

Assim seja
Dai-lhes Senhor o Eterno descanso.
Amanhã estaremos com a Ailaime em http://rotasdiferentes.blogspot.com

Utilia Ferrão

12 comentários:

Maria Luiza disse...

Utilia, mas uma vez nos destes a aprender e refletir. Muito bela e nos servindo de alerta, a sua colocação para nós, vivos, arregaçarmos as mangas, sairmos da nossa inércia egoista e trabalhar o Evangelho.Penso que os vivos, por estarem vivendo e vivenciando o Evangelho já os torna responsáveis a praticarem as oportunidades de ajuda e amor ao próximo que lhe surgem na caminhada rumo ao Pai, mas pensemos aos que já se foram e que não se aperceberam dessas oportunidades, heim? Nem tempo tiveram, a morte os pegou desprevinidos. Então nosso dever é fazer-lhes orações, sim e muitas. Obrigada pela ótima partilha! Lindo domingo! Bjbjbj!!!

Marili Alves disse...

que linda partilha, parabéns, ainda estou ler e reler ruminando as palavras, que bela reflexão!
paz e bem

aguarela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dulce disse...

Utilia...
Não sei se te lembras quando em conjunto definimos mais ou menos as regras desta caminhada pelas almas do purgatório? Pelo meio ficou a deixa onde eu dizia que temos que orar pelos vivos, pelos que partem e estarão a partir neste momento e pelos que já estão do outro lado do caminho. Então e se bem te lembras, na minha postagem do dia 8 foquei bastante essa necessidade numa oração personalizada por todas as almas.
Tu vieste reforçar essa necessidade porque ao cuidarmos da nossa alma e rezarmos pelas almas dos vivos, estamos atenuando e encurtando o tempo de permanência no purgatório. Todas as almas precisam de oração, incluindo a minha a tua e a de todos.
Tens tanta razão quando falas nas imensas coisas que podemos fazer pelos outros enquanto seres vivos; um gesto, uma palavra, um acto de caridade...e no entanto, são tantas as vezes em que vemos colmatar essa falha com um ramo de flores ou uma lágrima e nem uma oração.
Também não me vou alongar, somente agradecer-te por tão bela reflexão.
Abraço-te em Cristo e Maria

Ailime disse...

Olá Utília,
Uma excelente reflexão que para mim é sempre um acrescento aos meus poucos conhecimentos e que convosco tenho vindo a descobrir.
Rezemos por todas as Almas que partiram, por todas as que ninguém reza, por todos nós que andamos neste “vale de lágrimas”, pedindo ao Senhor que nos ajude a conformar e que tenha piedade de todos nós para que um dia também possamos ser dignos de ser acolhidos no Seu Santuário.
Que todas as Almas que partiram descansem em Paz!
Um beijinho e bom domingo.
Ailime

Utilia Ferrão disse...

Amiga Maria Luiza é verdade que muita gente morre sem estar preparada, mas desde que nascemos sabemos que vamos morrer é apenas um bilhete de ida e volta, eu sei. Mas falo das oportunidades que todos temos e essas tantas vezes são desperdiçadas.
Oro sempre e muito pelas almas do Purgatório e especialmente os que são apanhados de surpresa.
Beijinhos.
È uma honra caminhar consigo
Utilia Ferrão

Utilia Ferrão disse...

Marili
Obrigada
É do coração.
Beijinhos
Utilia Ferrao

Utilia Ferrão disse...

Dulce, amiga lembro-me bem, reflectimos sobre isso, e como vejo tantas oportunidades de fazer bem aos vivos aproveito, ás vezes fico triste quando não posso fazer mais.
Já imaginaste se fizéssemos tudo direitinho todos... o Purgatório seria abolido.
Como Deus é bom deu-nos outra "chance".
Não me esqueço nunca das almas do Purgatório.
Ao escrever o que escrevi até parece que levo isso à ligeira, mas não, apenas gostaria de prevenir , Fala-se tanto de prevenção.

" Certo nem uma oração...)
No dia dos finados na minha aldeia havia uma tal azafama todos queriam ter a campa mais bem enfeitada e o resto não sei.
Beijinhos e obrigada pela tua intervenção
Utilia Ferrão

Utilia Ferrão disse...

Ailaime a sua oração veio mesmo na hora exacta oro consigo, por todos
Beijinhos
Utilia Ferrão

Felipa disse...

Já tudo foi dito, nos comentários feitos, por isso digo apenas que é nossa obrigação rogar a Deus por vivos e defuntos, como aprendemos nas obras de misericórdia.
Gostei muito da sua reflexão.
Todos os dias eu peço a Deus que me faça ser aquilo que Ele quer que eu seja, e nunca afasto qualquer pessoa que Ele coloque no meu caminho, por vezes com prejuízo da minha vida pessoal.
Tenha uma boa semana, bj

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Humildade nos faz aprofundar no que toca ao pó do nada sermos...
Bjm de paz e ótimo fim de semana

ParadoXos disse...

palavras pronfundas!

um abraço

Kiesse