segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

UMA ESTRELA SUBIU AO CÈU


Encontrei uma estrela, caída.
Peguei nela, e os meus dedos cingiram-na pelas pontas
Véu branco envolvendo o nada e o tudo que era a luz...
Espalharam-se os fios brancos da verdade.
Parecia morta mas não estava.

Saber pegar nas estrelas? Só mesmo a vida.
Aquela delicada realidade uniu a humanidade.
Sobre as rosas do meu jardim, entre o viço e a claridade,
Bailaram os meus olhos entre as gotas da madrugada.
A estrela passou entre aqueles dedos...
Subiu ao firmamento e continuou a brilhar.


Para ti com muito amor
Utilia

3 comentários:

Nova Civilização disse...

Amiga,

"...Saber pegar nas estrelas? Só mesmo a vida..."

muito bonito!

beijinhos no coração,

Gisele

Felipa disse...

Quantas estrelas no céu brilham apenas para nós, porque outrora nós as amámos...
Beijinhos e boa semana

Maria Luiza disse...

Querida amiga, sempre a nos surpreender com escritos encantadores com este. As estrelas me encantam, gosto de admirá-las. Qdo criança, na fazenda, deitava-me na grama e ficava a olhar para o céu espreitando e esperando a avistar a primeira estrela a aparecer. Era muito bom e eu era completamente feliz! Abração!