quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Sozinha?...Não...




Apenas restava uma voz ténue, umas restes de luz.
Pensei que era um sonho. Não vi quem o comandava.
Sei que sonhava:
Veio-me á mente esta frase de Augusto Cury:

“Acredita que a tolerância é a ferramenta dos inteligentes, e a solidariedade dos sábios.”

Sozinha?...Não...
Não estou só...
Não te vejo.
Não te toco.

Sinto-te, porque me tocas.

Escutei-Te no silêncio...
Senti-te nas palavras não ditas
Nas encruzilhadas das metáforas.
Escrevi com a cinza que restava....do meu ser
Algumas frases sem nada dizer...

Sol dum universo mais alto que o meu.

Caíram as estrelinhas....
Há tanto tempo dependuradas no céu
Sobre o livro que deixavas
Apagaram-se as luzes, era madrugada

A caneta não escreveu a dedicatória.
Já não havia mais tinta...

Mas tu soubeste-as decifrar.
A sede que tinhas fez-te beber a sabedoria,
Leste dentro de mim o meu pensar.
Eras mais que o que poderias imaginar

Li no Teu olhar teus actos, tuas obras.
Mas não há olhar.
Há actos.
Há obras


Meus dedos finos passearam por fim
Pelas cordas daquela guitarra.
Aquela melodia ouvida dentro de mim
Soava á madrugada...

Nasceu....

Simples, como a vida.
Deixei tudo navegar...
Era naquela barca que eu iria entrar.

Sorrindo deixei passar...
Utilia

10 comentários:

Dulce disse...

Amiga Utília
fui navegando nesta barca...deixei-me ir e senti-me bem...

Levo esta frase para decifrar e aplicar:
“Acredita que a tolerância é a ferramenta dos inteligentes, e a solidariedade dos sábios.”

Obrigada amiga

Pena disse...

Oh, Linda e Preciosa Amiga:
"...Escutei-Te no silêncio...
Senti-te nas palavras não ditas
Nas encruzilhadas das metáforas.
Escrevi com a cinza que restava....do meu ser
Algumas frases sem nada dizer..."

Que "coisa" mais linda escreveu com doçura e beleza imensas.
Parabéns. É extraordinária. Sensível e perfeita.
Parabéns. Adorei o seu encanto.
MUITO OBRIGADO por revelar tanto carácter e inteligência no meu blogue.
MUITO OBRIGADO, doce amiga de maravilhar.
Abraço amigo ao que concebe de deslumbre e de pureza num Post sublime.
Com respeito e sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, notável amiga.
É preciosa por onde passa.
Adorei. Fantástica.

Ailime disse...

Amiga Utília,
Que maravilhoso poema de onde emana sua enorme Fé!
Que Deus a continue a iluminar.
Belíssimo. Gostei muito.
Beijinhos da
Ailime
(Agradeço a sua visita e quero dizer-lhe que gostei imenso do novo aspecto do seu Blog.
Está lindo!)

Felipa disse...

Lindo, este poema refletido no Senhor!
Beijo

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga Dulce
Obrigada por teres navegado connosco.
Que possamos ser juntos cada vez mais Igreja.
A igreja de Jesus Cristo

DE MÃOS DADAS disse...

Amigo Pena
Fico ás vezes sem palavras perante tantos ilugios.
Considero-os e aceito-os como incentivos para ter coragem de fazer o melhor, e cada vez melhor...
Muito grata lhe fico
Beijinhos da Utilia

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga
Ailaime
Fico contente.
Reparou na mudança do blog!...
Pode acreditar que está de acordo com a minha mudança interior
Obrigada.

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga Felipa
Obrigada
Gostou do meu poema.
Beijinhos da Utilia

RETIRO do ÉDEN disse...

Simplesmente belo.
Bjs.
Mer

Cantinho da Maria disse...

Que poema tão belo,amiga Utilia!Que saudades de ler o seu maravilhoso sentir.Fiquei simplesmente encantada. Parabéns pelo novo visual do blog.

Beijinhos.Zézinha C.