sábado, 29 de janeiro de 2011

ENTRE O SONHO E A REALIDADE



Enquanto a vida dura e pernoita no meu leito;
Pergunto ao sábio a modalidade do saber...
As mentalidades mudam... Invertem-se os princípios.
E talvez por magia abre-me o livro da sabedoria.


Vou sorrir á vida que é nossa.
Vou abrir Luas Nova... que vazem um luar sereno.
Já que a noite que nos rodeia se faz manhã.
Vou receber o Sol Nascente nas minhas mãos estendidas

Rasgo céus novos com as Suas Mãos nas minhas.
Estas luvas, que lhe entrego.

Vou palpar segurança... desfazer a indiferença
Vou com todos, amassar o pão da Vida na grande maceira.
Cozê-lo no mesmo forno.
Vou distribuir um naco a cada passante.

“Quem lavra sua terra se farta de pão;
Quem vai atrás de quimeras se alimentará de miséria
Prov 28:19”

Descanso o meu saber sobre estes versículos
Marco o sinal da cruz, colho os frutos da árvore da Vida.
Descanso no tálamo da madrugada.
Sigo certa neste induzir de ideia: Ele está comigo.

“O Senhor abre os olhos dos cegos,
O Senhor levanta os que esmorecem,
O Senhor ama os justos. Sal.146:8”

Abrem-se os olhos na profundidade da alma
Tropeçam sem ver, nos Seu próprio Ser...
Mudam-se as luzes: O preto passa a branco
Pavimentam-se chãos na terra firme
Ele ostenta o céu e a terra...

O pobre come o pão da verdade.
Apanha as migalhas...espalha sorrisos
Olha os eventos lá no alto...Bate palmas
Falam de solidariedade...Bendito seja Deus

“Se o homem instruído ouve uma palavra sábia,
Aprova-a e encarece-a.
O devasso a ouviu? Ela lhe desagrada
E ele a rejeita para trás das suas costas. Sierácida 21:15

Utilia



9 comentários:

Lucinha Cullen's Garden and Cia disse...

Utilia querida,

Claro que estou levando você nessa viagem de trem. Nela vamos partilhar essa linda reflexão, "Entre o sonho e a relidade", que foi escrita por você, mas com certeza vem do coração de Deus.

Que linda reflexão amiga, que abençoada partilha, nesse dia que já termina na Nova Zelândia e começa em Portugal.
Bendito Seja Deus!

Maria Luiza disse...

Utilia, que arraso! Lindo, lindo! "Vou como todos amassar o pão da Vida... cozê-lo no mesmo forno. Vou distribuir um naco a cada passante. Amei! Lembrou-me uma música famosa de Milton Nascimento, inclusive cantada nas missas. Toda a Luz! Abração!

Felipa disse...

Um poema intenso, amiga Utilia, parabéns pela inspiração!
Beijinhos e bom fim de semana

Lucinha Cullen's Garden and Cia disse...

Utilia,

Já comentei sobre a mesagem, mas esqueci da falar da imagem, que achei linda. Me fez lembrar a colheita de milho na fazenda de meu avô, quando eu era criança. Tempo bom.
Tem selo pra você lá no jardim. Passa lá.

Beijos

teresa disse...

muito bonito amiga ...
um poema muito divertido ..
jinho ..

Ailime disse...

Amiga Utília,
Simplesmente sublime este entrosamento entre as citações bíblicas e o seu próprio modo divinamente inspirado de as interpretar.
Belo, muito belo.
Vou também consigo "palpar segurança...desfazer indiferença".
Muito obrigada por este momento logo no início deste Domingo.
Todas as bênçãos do Senhor para si e todos os seus.
Beijinhos da
Ailime

Dulce disse...

Amiga Utília
mais uma vez vou daqui saciada.
Um beijinho grande

Nova Civilização disse...

Amiga Utilia,

obrigada por tão linda partilha,

beijinhos


Gisele

Cantinho da Maria disse...

Gostei bastante amiga Utilia.Ainda bem que hoje consegui visitá-la,vou daqui com um sorriso amigo.
Peço desculpa pela minha ausência,mas ás vezes não me é fácil passar por aqui com a tranquilidade e tempo que o seu precioso blog requer.Obrigada pela partilha deste belo poema.

Beijinhos.Zézinha C.