sábado, 6 de novembro de 2010


Enquanto o tempo passa...
A SAUDADE FICA

Pensamentos vivos tropeçam no meu sentir
Tão longe e tão perto, vibram entre foi, é e será...
E os silêncios retiram-me deste dormir.

Sou carruagem viva, depósito de tanta coisa.

Sou trégua liberta deste corpo transitório.
Sou vento que sopra minha brisa na aurora.
Sou Caminho vindo do Purgatório.

Vai mais longe quem o sabe ansiar.

Para ti
Utilia

2 comentários:

Fa menor disse...

A saudade é o amor que permanece.
Também me sinto um pouco assim...

Bjinhs

RETIRO do ÉDEN disse...

Uma beleza de TEMPO ganho em ler estas lindas palavras.
Um Santo Domingo
Mer