sexta-feira, 19 de novembro de 2010

19 DIA DA ORAÇÃO PELAS ALMAS

“A morte põe termo á vida do homem, enquanto tempo aberto á aceitação, ou á rejeição da graça divina, manifestada em Jesus Cristo.
O Novo Testamento fala do juízo sobretudo na perspectiva do juízo final com Cristo na sua segunda vinda.
Mas também afirma, reiteradamente retribuição imediata depois da morte de cada qual em função das suas obras e da sua fé.
A parábola do pobre lázaro, e a palavra de Cristo crucificado ao bom ladrão, assim como outros textos do Novo Testamento, falam dum destino final da alma, o qual pode ser diferente para uns e para outros।

(Catecismo da Igreja Católica pagina 216)

Ao morrer, cada homem recebe na sua alma imortal a retribuição eterna, num juízo
Particular que põe a sua vida em referência a Cristo quer através de uma purificação, quer para entrar imediatamente na felicidade do céu, quer para se condenar para sempre.”. Catecismo da Igreja Católica

Assim, partilhando os bens espirituais como me ensina a igreja católica procuro dar parte do meu tempo, orando pelas almas do Purgatório, e deste modo numa caminhada em conjunto e de mãos dadas, vou orando o terço neste mês de Novembro com algumas amigas, e muito me enriqueci nesta maratona, tenho a certeza que contribuímos no sufrágio de tantas almas.

Há muito para dizer, muito já foi dito, mas eu quero fazer apelo aqui, para os últimos instantes da alma ainda no corpo do moribundo, essa alma que podemos ajudar sobretudo nós acompanhantes de doentes terminais, quanta angustia, quanta dor de alma... podemos fazer muito por elas, tantas vezes vi doentes reconciliar-se com os seus familiares nos últimos instantes.
Tantas vezes chamei o padre para a reconciliação, o Rabino, e outros representantes das diversas religiões.

Muitas vezes mágoas e dores de toda uma vida que ficam ali presas e que impedem a pessoa de se remir de certas faltas.

Falo sempre da minha experiência não por vaidade mas acho que devo fazer desta maneira.

Que as almas dos fiéis defuntos descansem em paz.

E que todos nós possamos contribuir para que as almas daqueles que neste dia estão a desapegar-se do seu corpo partam em paz e reconciliadas com elas mesmas com os seus amigos e com Deus.
Utilia


.






Segundo o que li parece-me que as almas do Purgatório não podem orar em seu próprio beneficio, apenas podem orar em benefício dos vivos.
Também temos lido alguns testemunhos de santos que tiveram a visão do Purgatório.



imagem cedida pela internet

14 comentários:

Nova Civilização disse...

Querida Amiga,

Assim Seja!

obrigada pela partilha,

"Está alguém enfermo? chamem os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. A oração da fé salvará o enfermo e o Senhor o restabelecerá. Se ele cometeu pecados, serlhe-ão perdoados. Confessai vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados"

Tiago5,14-16

beijinhos no coração,


Gisele

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga Gisele
Obrigada por teres vindo acrescentar esta parte que é importantissima e de que fala a biblia.
Não nos podemos esquecer que temos um sacramento da reeconciliação.

Mais uma vez o Espirito Santo soprou no momento certo.
Beijinhos
Continuamos a caminhar ajudando muitas almas
Assim seja
Utilia

Felipa disse...

Amiga Utília, há um mês lembrei-me de si. E no domingo passado voltei a lembrar-me.
Isto a propósito dos cuidados paleativos; há um mês foi ao ouvir D. António Couto, bispo auxiliar de Braga, referir-se à Irmã Clara do Menino Jesus (cuja beatificação será em breve) como Mãe, Páleo, Abraço: Mãe dos pobres, páleo que cobre a todos com o seu abraço.
D. António definiu o conceito paleativo vindo de páleo, o manto que cobre o Santíssimo nas procissões, sendo a palavra paleativo a definição de manto de amor, amor em extremo. E lembrei-me de si cuidando dos doentes terminais, amando-os e cuidando para que adormeçam em paz, sendo manto de amor fraternal e cristão.
No domingo passado reuni com um grupo de pessoas e lembramos Mãe Clara, e cada um disse o que lhe chamou mais a atenção no encontro há um mês e a maioria mencionou o páleo; novamente me lembrei de si. E hoje estou a dizer-lhe estas coisas para lhe prestar a minha admiração por si e por essa tarefa que desempenha com tanto amor e cuidado, sendo Páleo, Manto, Abraço, de quem sofre a derradeira dor antes da viagem para a vida eterna.
Grande abraço

DE MÃOS DADAS disse...

Felipa.
Nem sei que dizer.
Talvez não tenha algum mérito.
Eles precisam, e nós ajudamos.
Para dar é necessário receber e quando se dá recebe-se muito.
Obrigada
Utilia

Canela disse...

"Falo sempre da minha experiência não por vaidade mas acho que devo fazer desta maneira."

Minha querida, em nada acho que seja vaidade partilhares as tuas vivências, as tuas experiencias... partilhando com os irmãos, vamos crescendo na fé, em igreja!

Beijinho fraterno

Fa menor disse...

Muito enriquecedor o teu texto. É caminhando que se faz o caminho, e é de mãos dadas na caminhada que todos nos fazemos UM com Cristo.
"É dando que se recebe". Façamos pelos outros o que gostaríamos que fizessem por nós. Mas não sejamos interesseiros: Demos sem nada pedir em troca.

Continuemos.

Beijinhos

DE MÃOS DADAS disse...

Amigacanela
Na verdade Jesus partiu o pão, nós também devemos partilhar o que pensamos ser bom para enriquecer o outro e é dando que se recebe.
Obrigada
Beijinhos da Utilia

DE MÃOS DADAS disse...

"Mas não sejamos interesseiros: Demos sem nada pedir em troca."

Só quem recebe pode dar, mas é necessário saber receber.

Pois do vaso vasio nada sai
Mas cheio ele transborda...

Mas onde encher o vaso?

Que o Espirito Santo nos ilumine.

Obrigada amiga Fa
Que o Espirito Santo te encha de paz luz e vida
E obrigada por tudo o que tens dado com tudo o que fazes e és
Beijinhos da amiga Utilia

teresa disse...

amiga , que lindo está este teu texto , e como é importante rezar pelos moribundos ..
sabes a esse respeito encontrei uma oração fantástica num livro , dedicada a todos aqueles que vão morrer nesse dia , vou ver se a partilho convosco lá no meu cantinho , tenho que pedir o livro emprestado ....

beijinhos ..

Alfa & Ômega disse...

Beleza ficar lendo postagens tão boas como a sua. quanto aprendizado! Evc tem razão dedizer que se podemos contribuir para as almas, porque não o fazê-lo?
Abração!

RETIRO do ÉDEN disse...

Uma beleza tudo o que tenho aprendido. Quer o que temos partilhado, quer a pesquisa que tenho feito sobre este tema.
«Falo sempre da minha experiência não por vaidade mas acho que devo fazer desta maneira.»

Não podemos levar tudo à letra...há que divulgar/dinamizar o que achamos podermos contribuir para o outro/s irem ao encontro dos preceitos que Deus quer que façamos.
Por vezes, se dermos uma moeda a um pobre...vem outra pessoa e também dá...se não tivessemos dado, ou tivessemos escondido essa dádiva...outra/s pessoas passariam provavelmente indiferentes às necessidades do próximo.
Há que saber executar de acordo com as situaçõse o que lemos no Evangelho...dar com a mão esquerda e que a direita não veja...
Não devemos dar com vaidade...mas como exemplo devemos e podemos fazê-lo.Sermos solidários nas necessidades do nosso irmão...seja em que circunstância/necessidade fôr.
Assim penso...assim faço.
Lindo o seu poste.
Que o Espírito Santo, sopre todas as alminhas para a Casa do Senhor, Ámen.
Bjs.
Mer

Ailime disse...

Amiga Utília.
Que partilha tão enriquecedora nesta nossa caminhada e mais ainda quando nos fala da sua experiência pessoal que é de realçar e agradecer pela sua ajuda aos nossos irmãos agonizantes.
"Muitas vezes mágoas e dores de toda uma vida que ficam ali presas e que impedem a pessoa de se remir de certas faltas.".
Rezemos, hoje, principalmente por estes irmãos para que o Senhor os receba completamente perdoados na Sua Eterna Glória, para que descansem em Paz.
Gostei muito, muito, desta sua partilha.
Um beijinho da
Ailime

Dulce disse...

Amiga Utília
enriqueceste a nossa caminhada/missão com o teu testemunho. Curiosamente e sem saber já escrevi a minha postagem e cruza um pouco com a tua. Não devemos deixar de testemunhar quando sentimos o apelo de o fazer e nunca será vaidade partilhar desde que o façamos para nosso crescimento conjunto e para glorificar o nome de Deus.
Perderíamos bastante se ficasses com toda esta riqueza só para ti.
Obrigado amiga.
Beijinho
Dulce

malu disse...

Querida Utilia, desculpa chegar no fim e ainda por cima, um pouco falha de palavras, pois para mim foi útil e um consolo esta partilha.
Admiro-te muito por essa tua 'vocação' e dou-lhe um valor imenso. Que Deus te abençoe e nos ajude a tomar o exemplo e a reagirmos também contra essas ideias de retirar os padres dos hospitais e que pretendem tornar leis, impedindo o sacramento da reconciliação e os últimos sacramentos. São precisos os testemunhos, porque os há e inclusivamente de cura, bem como exemplos destes como o teu que admiro - repito.

Obrigada amiga e um grande bj em Cristo e Maria.