domingo, 9 de agosto de 2009

POJECTOS ATÈ AO ÚLTIMO INSTANTE (CONTINUAÇÂO)


"Cada vez que sorris a alguém, realizas um acto de amor"
Madre Teresa De Calcuta


A meada desenrolava mais um fio.
Fios da vida no tempo...

O tempo está frio, já não há tempo para eu fazer este exercido, já não há tempo como antes...

Não veio a tempo...

Mas porquê falar do tempo? Sempre do tempo...

Na boca deste paciente a palavra tempo era a palavra que nunca deixava de estar em cada conversa...

E eu fazia mais um penso,mais outro cuidado e o tempo sempre presente.
Mistura de fios, brancos pretos e de tantas cores, mas encontrar a ponta?

Puxa daqui dali e vai daí...

.

Conversa
Gosta muito de falar do tempo porquê?

E a resposta dá para pensar...

"Não gosto de falar do tempo, procuro arranjar tempo porque já não tenho muito e quando o tinha pensei sempre que mais tarde iria visitar a minha filha que já não vejo há 30 anos, ela está na Alemanha mas não sei aonde nunca comunicámos."


Fiquei então a pensar...Um projecto, será que se poderá realizar?


Infelizmente este projecto não foi possível realizar-se não se conseguiu localizar o endereço da filha e o paciente partiu sem concretizar este desejo .


Às vezes conseguem-se realizar os projectos, outras vezes fica-se no projecto de os realizar, que na minha maneira de pensar também é um projecto.

MU

2 comentários:

Magui disse...

Há dias que nascem cinzentos e carregados de nuvens, que nos minam o espírito e convidam à melancolia. É natural que existam, tal como existem os dias em que o sol nos desperta de um sono cansado, depositando-nos um longo beijo na fronte e enchendo-nos de um desejo súbito de percorrer novos caminhos, embrenhando-nos neste dom único que é a vida. O truque está em guardar apenas uma pequena parcela para os primeiros e acolher sempre os segundos com um sorriso...

Ninguém pode estar alegre 100% do tempo. De vez em quando a alma transborda e, para que se purifique, é necessário que tudo o que nos preocupa se manifeste de forma visível, somente para se esbater no nosso espírito no momento seguinte. Chorar, entregarmo-nos à nostalgia, precisar de um pouco de conforto são fases normais da vida tal como sorrir, amar ou alegrarmo-nos. Cair não é necessariamente dar parte de fraca… corajosa é aquela que mesmo estando no chão encontra em si mesmo forças para se erguer de novo, renovada
Magui…

DE MÂOS DADAS disse...

Minha Nossa... aonde anda a coragem e Força desta gente?

Bom, vamos lá a ter calma...A Vida é tudo aquilo que ela é mais aquilo que queremos fazer dela.

Eu quero aquelas águas calmas e com um caudal cheio de verde Esperança.
Podem todos, e tudo vir contra mim,"mas se Deus está comigo quem estará contra mim".?
Deixo aqui hoje um bolo de 5000000Kg de Paz, 7000000 kg de Alegria, 6000000 kg de Harmonia,700000Kg de Luz + 80000kg e de Discirnimento.
Vamos lá batê-lo de "MÂOS DADAS"
com muito Amor e Carinho depois de cozido Só cortam uma fatia nada de serem golosos...
Eu sei, o bolo é muito grande mas a fome é tanta... e por todo o mundo.
Façam favor podem servir-se

Guida pega na tua parte
Com muitos abraços para todos