segunda-feira, 15 de junho de 2009

Não é fácil viver o luto mas todos nós passamos por lá com mais ou menos intemnsidade.
A morte de um familiar, precipita a familia numa tempestade, situação nova aonde se perdem os pontos de referência chegando-se mesmo a perder-se a identidade.

1 comentário:

DE MÂOS DADAS disse...

Se pensarmos que nascemos vivemos, teremos também que um dia dizer Adeus.

Conscientes desta realidade
Quero viver cada momento da minha vida apalpando o meu Ser.

Conhecer os maiores Segredos da Alma, Amando mais e Melhor.

Eu quero Acreditar
Que nenhum doente em fim de vida partirá na solidão.
Quero acreditar que haverá sempre uma mão estendida
Quero acreditar que haverá sempre um ouvido á escuta

Se ninguém te ouvir eu oiço-te