domingo, 31 de maio de 2009

OUVI SOPRAR O VENTO

Fui ver e o vento soprava, trazia com ele a saudade.
E esse sopro tão Forte deu comigo a meditar ...
Sofrimento daquelas que um dia ou outro perdem os seus filhos.
SAUDADE
Tenho tanta saudade...
A essas mães eu que sou mãe sinto que não sei falar, fico em silêncio.
Poderia dizer palavras soltas
Que cairiam no vazio.
Apenas deixo aqui as minhas mãos pousadas com amor e carinho

1 comentário:

saudades disse...

amiga este verso fes-me lembrar o meu filho..esta muito lindo´...foi escrito com sentimento...continue...um beijo ( carmen) agueda